Várias decisões durante o caminho

 

Muitas vezes nós temos a força de vontade, o sonho e o desejo para alcançar aquele grande objetivo que lateja nas nossas cabeças todos os dias. Mas, será que isso é suficiente? Afinal, a realidade cotidiana é diferente, uma vez que exige de nós certa estabilidade financeira e emocional. Por isso, buscar a concretização desse sonho, que podemos chamar de Plano A, pode sofrer interferência se não houver antes de qualquer ação um método, uma estratégia para alcançá-lo.

RISCOS? TÔ FORA!

Nesse contexto, o renomado coach de carreira Maurício Sampaio traz em um dos seus vídeos a importância do Plano B (https://www.youtube.com/watch?v=t-cfXjJUb8A). Isso, porque é ele dará a base necessária e fornecerá recursos para que no momento certo o Plano A ocorra de forma bem sucedida e concreta. O exemplo disso: um jovem médico recém-formado que deseja abrir o seu próprio consultório, precisa de algumas coisas antes de dar esse passo, como dinheiro para investir na estrutura, em seguida um local e por fim um pouco de renome para ganhar indicações. Assim, o rapaz precisa trabalhar com profissionais já conhecidos, organizar-se e só depois mudar do plano B para o A.

MINHA ÚNICA OPÇÃO É VENCER

Contudo, há uma teoria que vai em uma direção oposta a esse pensamento, a “Teoria do Conquistador” (https://www.youtube.com/watch?v=qh_Fht53eas). Ela prega que para alcançar o sucesso, realizar um sonho é preciso “cortar as alternativas” e arriscar, a ponto de ficar sem opções, a não ser a de fazer dar certo ou dar errado. Logo, para comprovar essa linha, aponta-se “a história que o conquistador espanhol Cortez, quando chegou ao México, contava com uma pequena força militar e tinha bons motivos para temer a sua capacidade para repelir o ataque dos astecas muito mais numerosos. O que ele fez? Queimou os navios em que tinham ancorado. Como a desistência e o recuo ficaram fisicamente impossíveis, os soldados espanhóis não tiveram melhor opção a não ser ficar e lutar para viver.” (http://www.cienciadaestrategia.com.br/teoriadosjogos/capitulo.asp?cap=m10).

Tudo isso, portanto, mostra a importância do autoconhecimento. Somente respondendo a essas questões é possível saber se para seu Plano A vai ser necessário um B.

Planejador ou corajoso, quem é você? Adjetivos a parte uma coisa é fato, o seu jeito é o jeito certo.

Uma resposta em “Plano A e plano B”

  1. “para alcançar o sucesso, realizar um sonho é preciso “cortar as alternativas” e arriscar, a ponto de ficar sem opções, a não ser a de fazer dar certo ou dar errado”: essa passagem diz tudo! É vencer ou vencer! Impressionante como as situações que nos tiram da nossa zona de conforto nos fazem agir de forma tão eficiente. Descobrir o que nos incomoda e determinar os nossos sonhos também fazem toda a diferença no momento da decisão. Sensacional, grande líder!!!

Os comentários estão desativados.